19.3.08

Princípio da reciprocidade - addendum

Daniel Pipes, a propósito de alguns avanços nas relações entre o Vaticano e governos de países muçulmanos, alude ao princípio da reciprocidade como tendo sido adoptado e vindo a ser seguido com firmeza por parte dos responsáveis diplomáticos da Santa Sé. Parece ser possível aplicar o princípio da reciprocidade sem abdicar dos valores cristãos e dos princípios do estado de direito.

2 comentários:

osátiro disse...

http://chiesa.espresso.repubblica.it/articolo/195566?sp=y

Sobre o egípcio muçulmano que se converteu ao catolicismo e foi baptizado por Bento XVI.

Luís Cardoso disse...

Obrigado, Sátiro, pelo link. Não conhecia este sítio.
Pior que a reacção dos islamitas, facilmente inflamáveis, como já sabemos, é revoltante a postura de apaziguamento a qualquer custo defendida por alguns católicos, que chega ao ponto de recusar o baptismo a muçulmanos que o pedem ou a ministrá-lo na clandestinidade.
Querem por a lâmpada debaixo da cama e não em cima da mesa.
Deus nos ajude.