17.12.09

Blogando o Corão: Introdução (excerto)

Blogando o Corão: Introdução «Para perceber os propósitos e os objectivos dos terroristas islâmicos da jihad, uma boa forma de começar talvez seja explorar o que eles próprios dizem acerca das razões por que fazem o que fazem e o que pretendem. Isto levar-nos-á ao Corão, o livro sagrado do islão. O jihadistas citam-no frequentemente e apresentam-se como aqueles que seguem o "verdadeiro islão", a genuína doutrina, tal como é ensinada no Corão e na tradição islâmica. Daí que, no decurso do meu trabalho de elucidação quanto aos objectivos dos jihadistas, tenho vindo a citar o Corão inúmeras vezes - e não há dia em que eu não seja acusado de "seleccionar falaciosamente" passagens violentes e de as citar "fora do seu contexto". Entretanto, o Council on American Islamic Relations e outras organizações islâmicas afirmam que, de modo a compreender a verdadeira e pacífica natureza do islão, devemos ler o Corão. (...)»
Leia todo o capítulo em O Corão Comentado. Leia o original em inglês em Jihad Watch.

5 comentários:

| disse...

O maometismo nem sequer é baseado no corão.
No inicio do maometismo maomé queria o poder todo, nomeadamente o de roubar e assassinar inocenttes indefesos, e nem corão havia, nem ele o pediu.

O corão é única e exclusivamente baseado na maldade.
No Islão, maomé só deixou o diabo à solta.

Só fora do islão pode haver o Bom Deus dos religiosos e o bem dos não religiosos

Luís Cardoso disse...

Hum, interessante...
Importa-se de elaborar?
Porém, para os muçulmanos, o Corão tem importância, e não só os relatos da vida (sirá), dos ditos e das obras de Mafoma ((hadith).
Li há dias um texto que considerava o Corão como um regulamento militar.
Volte sempre,

| disse...

"Importa-se de elaborar?"

No que soubermos e pudermos, sim.

Luís Cardoso disse...

Não percebo muito bem a sua resposta.

Pedia-lhe que concretizasse as suas afirmações e que referisse fontes, online ou bibliográficas.

Obrigado e volte sempre,

| disse...

Em palavras simples, o maometismo é baseado na maldade.
No inicio do maometismo, maomé nem corão tinha e já queria todo o poder, nomeadamente o de matar inocentes.